AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, novembro 15, 2007

FANTASMAS DO FUTEBOL

Lá na Redacção há sempre dois Nunos que me recordam que o Salgueiros afinal ainda existe, se bem que ligado à máquina. O meu amigo Montes, que agora se diz boavisteiro, também faz esse favor. Conheço ainda outros salgueiristas, todos eles roídos pelas saudades. O Salgueiros dificilmente voltará a ser o que era porque lhe tiraram tudo, até a alma. Gestões desastrosas levaram o clube à ruína, depois de ter passado pela Taça UEFA. Os responsáveis continuam por aí.
Cá fica a minha homenagem a um Salgueiros que não é exemplo único de ascensão, queda e esquecimento. Campomaiorense, Farense, Tirsense, Famalicão, Ginásio de Alcobaça, Leça...também ainda andam aí, embora muitos deles já com os pés bem assentes na terra, mas com muita sarna para se coçarem nos próximos anos. Outros se seguirão. Boavista e U. Leiria? A questão é apenas uma: quem é o primeiro a cair a pique?

5 comentários:

Anónimo disse...

não queras comparar o boavista com o salgueiros pois não?......

Nuno disse...

Incrível a coragem dos dirigentes do Salgueiros que na oportunidade de revisão do PDM do Porto atirara-me ao poder no clube, de modo a sacar uns bons milhoes com os terrenos do estadio (com a promessa da construção do novo, quem nao se lembra) e destruir o clube... mais ainda, como é possivel que eles possam sair disto impunes.. é o pais que temos

Anónimo disse...

Caro Eugénio, realmente esse exemplo de queda ou esquecimento só se pode aplicar porque a comunicação social só dá valor às ligas profissionais, desprezando todos os outros clubes, que seriamente e com uma vasta história trabalham em prol do Desporto Nacional, quer na formação quer nas equipas principais... E digo esto porque por exemplo, um dos clubes citados neste texto, joga actualmente na primeira distrital, depois de na época passada ter subida de divisão, e tem uma média de espectadores na presente época, superior, por exemplo ao Nacional_ Sporting dumas semanas atrás, ou arrisco-me a dizer, à grande maioria dos jogos que se disputam na liga Vitalis e mesmo de 30 a 40 % da Superliga. E quanto à qualidade de jogo, olhe que a diferença até nem é muita para o Distrital, se olharmos para alguns dos jogos vemos o nosso principal campeonato...

Anónimo disse...

20 contos o bilhete?

Linhares, cabrão, segunda divisão!

estava escrito...

Luís Graça disse...

Eu nunca me esquecerei do Salgueiros.

Primeiro, por causa de uma "gaffe" que cometi na "Gazeta dos Desportos", dizendo que era filial do Benfica. No outro dia caiu uma chuva de protestos na Redacção.

Depois, porque tenho profunda estima por um fisioterapeuta que tenho sempre imenso prazer em rever no Estoril Open e nos outros "courts" de ténis por esse país fora: o grande Abílio!