AGORA ESTOU AQUI

quarta-feira, novembro 07, 2007

CANELA DE AÇO


6 comentários:

Zé da Póvoa disse...

O que o Binya tentou fazer ao escocês foi o mesmo que o Katsouranis quis fazer ao Anderson, na época passada, no Dragão: - acabar com as suas carreiras. Felizmente sem êxito.
De comum nestas cenas estão os árbitros portugueses, porque o Lucílo viu perfeitamente a primeira agressão e nem amarelo mostrou, enquanto o Binya ainda não participou num só jogo em que não justificasse o vermelho directo, mas os srs. árbitros são condescendentes. Lá fora os árbitros não têm medo do slb e apitam quando se justifica.

Anónimo disse...

Em Portugal, parece que para alguns "especialistas" è jogar nos "LIMITES" ???...

E o que è isso?...

Anónimo disse...

Muito lesto quando se trata de agressõs de jogadores do Benfica. Lamenta-se é haver dois pesos e duas medidas. Mas deste blog não se espera também muita imparcialidade. Está no seu direito.

abidos disse...

Já agora como grande profissional, deverias colocar aqui, os pensamentos do Rubem Amorim, após a entrada do Quaresma, se ele não quiser conversar, podes ir falar com o Miguel Veloso, sobre uma situação idêntica...

Só este ano, o Cigano já teve 3 entradas iguais, as memórias é que são curtas, e selectivas...

nandao disse...

Zé da Póvoa, és o maior labrego que conheço a ver o futebol, katso igual à do ano passado? Sabes quantos vermelhos o Katso viu desde que é profissional? ZERO!

Ele não é o Porquinho Santos nem o Jorge Costa, quando entravam a matar sobre os adversários.

Vocês só vêm para um lado, também só conhecem essa província, epah, evolui.

Anónimo disse...

e a julgar pelo q o grego tem feito e sem levar vermelhos, não me admiro nada que nunca os tenha levado...