AGORA ESTOU AQUI

segunda-feira, setembro 10, 2007

OBRIGADO ZÉ MANEL

Lembro-me de ver um jogo do Leixões no Bessa, salvo erro com o Benfica, com o meu amigo Manel Seabra. O jogo em si pouco nos interessou, apenas estivemos focados na forma com o nosso defesa-direito, o Zé Manel, aviava os adversários, justificando-se a sua alcunha - "o karateca". Os anos passaram e o Zé Manel tornou-se, no final do século passado, presidente do Leixões. Mal ou bem, que em Matosinhos há sempre quem seja capaz de criticar, levou o nosso clube à final da Taça de Portugal (que só podermos porque Olegário Benquerença não viu o que todos viram: Jardel em fora-de-jogo quando marcou o único golo do jogo), à 1.ª elminiatória da Taça UEFA, saiu finalmente da rua escura que era a II Divisão e, já no papel de administrador, viu também o Leixões regressar ao escalão máximo. Zé Manel Teixeira nunca foi benquisto no politburo local, mesmo quando este perdeu o Lénine de Barroselas. Eram, na minha perspectiva, pontos a favor dele... Com Carlos Oliveira no leme, tentando tirar o clube e a SAD de uma situação difícil que teve a ver também com a vida pessoal de Zé Manel, e com o desinvestimento feito pelo seu ex-sogro, o ataque subiu de tom mas o karateca resistiu e foi muito importante no passo dado na direcção da I Divisão. Não deu para resistir mais. Zé Manel Teixeira é descartado e o Leixões perde não apenas um homem que sofria pelo clube mas também alguém que sabe muito de bola. Felicidades para ele e também para o Leixões, que dificilmente encontrará alguém tão competente, tão entusiasmado e tão coerente com o seu passado...

9 comentários:

JB disse...

pois e o bola que bate no barrote e esta la dentro nao se fala pois nao.... pois nao interessa, perderam essa final num jogo em que o sporting ja vinha de 5 dias de comemorações, sim que depois levaram quantos na final da super taca? ah pois... ja me esquecia...

Guima disse...

e já vai tarde, o zé manel peixeira...

Anónimo disse...

dedica-te ao teu Benfica seu vendido.

há Leixonenses que não são vendidos a Lisboa como tu!

Anónimo disse...

ó jb este é o gajo que passa a vida a bajular a pinão, o rui santos e a carolina acolhida por khadaffi do pó dos pneus.

não se espere mais do que diarreia saída de tal mente.

Anónimo disse...

E o André Luís que devia ter sido expulso aos 10 minutos. E os lagartos não gostam do Olegário.

O jogo do Bessa não foi aquele em que o Simão empurra descaradamente um jogador do Leixões e depois faz o 2-1? Quem foi o árbitro? Xistra? Lucílio?

Anónimo disse...

Achas que o Eugénio se vai lembrar do simao a empurrar um jogador do Leixões para dentro da baliza?

ele é vermelho. Acho que andas equivocado quanto ao vermelho dele.

Anónimo disse...

Tens cà uns amigos do carago agora sei poque és do partido do Cravo
JP

Zé da Póvoa disse...

Com todas as suas virtudes e defeitos o Zé Manel deu muito ao Leixões. Tem que ser tratado com todo o respeito, porque o merece.
Agora, porque já não tem acesso ao livro de cheques do Carvalho, não pode ser um banido, até porque, melhores dias virão, e ainda pode fazer muito pela causa Leixonense.
Conheço-o dos campos de futebol e sempre admirei a sua garra e força de vontade, ainda que, como futebolista, não passasse de um tosco!

António Adão Farias disse...

Como jornalista que é não deveria ser tão faccioso... Se o Jardel estava fora-de-jogo não me recordo, mas que o Rui Bento marcou um golão do meio da rua e que não foi validado por, alegadamente, só ter estado meio metro dentro, lembro-me eu, e bem!
Memória curta já é problema, memória condicionada é bem pior...
Um abraço