AGORA ESTOU AQUI

sábado, setembro 29, 2007

Hoje tive saudades de Jardel

6 comentários:

Anónimo disse...

ESTAS IMAGENS SÃO MESMO SAUDOSISTAS.QUE PENA QUE SE PERDEU 1 HOMEM DESTA QUALIDADE FUTEBOLISTICA.
PIMAS

Anónimo disse...

Acho que um pouco de poesia por aqui nao fazia mal a ninguém sobretudo que o futebol até mete nojo ou seja Fatima e futebol é tudo que Voçes gostam cambada de cabroes ignorantes e incultos de merda

Força Bocage és o melhor depois do Oliveira


Eis o Poema que Bocage dedicou à "Água"
Com todo o respeito, mas é literatura portuguesa.

A ÁGUA

Meus senhores eu sou a água
que lava a cara, que lava os olhos
que lava a rata e os entrefolhos
que lava a nabiça e os agriões
que lava a piça e os colhões
que lava as damas e o que está vago
pois lava as mamas e por onde cago.

Meus senhores aqui está a água
que rega a salsa e o rabanete
que lava a língua a quem faz minete
que lava o chibo mesmo da rasca
tira o cheiro a bacalhau da lasca
que bebe o homem que bebe o cão
que lava a cona e o berbigão


Meus senhores aqui está a água
que lava os olhos e os grelinhos
que lava a cona e os paninhos
que lava o sangue das grandes lutas
que lava sérias e lava putas
apaga o lume e o borralho
e que lava as guelras ao caralho

Meus senhores aqui está a água
que rega as rosas e os manjericos
que lava o bidé, lava penicos
tira mau cheiro das algibeiras
dá de beber às fressureiras
lava a tromba a qualquer fantoche e
lava a boca depois de um broche.

Manoel Maria Barbosa du Bocage

JP

Anónimo disse...

quê, Eugénio,
não gostas do Lisandro
Lopez? já te basta?
por quê? por causa da
careca? não? atão por quê?!

Anónimo disse...

Hé pà careca sou eu tens alguma coisa contra mim ou nao gostas de mim ?? sou careca mas nao sou impotente como tu ok ?? vai cahmar careca ao carago meu

JP

Olheiro disse...

Que pena este Jardel não usar a cabeça para mais do que dar com ela na bola. Podia ter sido bem melhor e ter feito (ainda mais) história. Há quem não saiba conviver com os dons com que nasceu...

Mas o que eu gostava mesmo era de ouvir o Pinto da Costa a declamar na TV esse poema do Bocage que o anónimo JP aqui deixou!

Cristina disse...

é ainda mais triste o fim, depois de ver isto. faz-me lembrar o Maradona (a falta de cabeça, claro)