AGORA ESTOU AQUI

domingo, setembro 30, 2007

AINDA LOBO ANTUNES


Ainda a propósito de Lobo Antunes, de que sou fã apenas nas crónicas, aqui deixo também uns excertos futebolísticos da sua entrevista hoje ao DN:

"Agora ja não vejo jogos de futebol, desde que deixou de ser um desporto..."

"Agora é uma indústria, são sociedades anónimas, deixou de ser um desporto. Os treinadores dizem que é preciso paciência, o que é o contrário do desporto e todo o lado lúdico que me interessava deixou de existir, sendo substituído por uma eficácia de marcar golos e de ganhar por interesses económicos"

"Tenho muita pena, mas já não páro para ver um jogo do Benfica..."

7 comentários:

Anónimo disse...

Completamente de acordo com este ilustre senhor
Com o Futebol de agora ele apenas esqueceu se de dizer que uma nova raça de CORNOS do Futebol nasceu
eu cà por exemplo nao paro para ver um jogo do leixoes e muito menos do Benfica e como prova de desprezo dou por obrigaçao 2 Valentes Farpolas ou seja dois bons peidos de preferencia bem Fodorentos e com uma Touche de lodo

JP

fracoeafigura disse...

E se postasses aí a crónica em que Lobo Antunes conta como a guerra parava no meio do mato para ouvir os relatos do Benfica?

Anónimo disse...

Infelizmente retrata a realidade...
Como sempre em Lobo Antunes...

Para mim prefiro a descrição do único motivo que fazia a guerra parar: Um jogo do Benfica...texto inesquecível.

Anónimo disse...

"Agora ja não vejo jogos de futebol, desde que deixou de ser um desporto..."

que grande pena e que saudade deve or ao Lobo Antunes, que ainda há tempos dizia, não sei por que celebração que passava, alguma assembleia de sócios... "para mim, o meu país é o Benfica!" e "o Benfica é o meu país", logo explicando, "não tenho culpa se soa mal, habituei-me assim, desde criança, a ver no Benfica, às Laranjeiras, o clube do meu quintal"!

dimartin

Anónimo disse...

e não é apaziguador, Eugénio, ver tal desalento em quem, como um menino, estremou tanto o seu Benfica, ao ponto de já não ver com gosto "jogos de futebol", por já não ser um desporto!

pois, tivesse LA nascido ali às Antas, digo, não só teria visto o "Mãos de Ferro", que dizíamos o Barrigana, miúdos, como quem diz tudo, mas ainda veria, com gosto, a jogar o Quaresma, o Lucho, Fucile e Lixa, assim com o Adriano e Postiga, o Helton e o Bruno Alves, além dos outros, com o Porto todo, lançado a jogar desportivamente a bola!

que ainda dizem que o futebol não conta... bem jogado, conta e alegra a vida de um homem, ao ponto de se esquecer, feliz, da pátria, pois que conta, sim!

dimartin

borealis disse...

foi-se o salazar, foi-se a alegria. volta antónio!

Anónimo disse...

Mais um cromo saudosista. Isto agora está mal para o clubeco dele.