AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, agosto 17, 2007

(QUASE)TODOS OS NOMES


São muitos, muitos estrangeiros. Todos os nomes dos artistas da bola do campeonato que agora começa seria castigar a freguesia de BnA, por ora ainda a banhos. Mas não consigo resistir. Começando pelo campeão, destaque para a presença de Espírito Santo como alternativa ao sr. Arruda, sempre quero saber se sabem quem é o Pedorno da defesa e também o Dorvalino. Não me atrevo a citar o polaco como exemplo de nada porque tem um nome com 29 letras e dá pelo apelido de Przemyslaw. Mas é sempre bom saber, quanto mais não seja na perspectiva do roupeiro, que o meio-campo tem um Ariel. No ataque, assinalo a presença de dois Bernardos, embora um deles ainda não tenha mostrado os seus dotes Aguiar contra muros de Avintes. No Sporting, mais uma vez terá de ser preciso passar pelo Polga e pelo Tonel ou também pelo Della Valentina. Não sabia mas fiquei a saber que o já consagrado João Moutinho tem Iria como terceira nome e que Paredes também é Monges - para quem acredita, cá está alguma coisa. Por incrível que pareça, Adrian Sabastian Perruchet Silva é português, tal como o senhor Vanderlei Silva. No campeão dos campeões, Zoro também responde por sr. Kpolo, Miguelito é o Organista de serviço, todos sabem que o Armando Teixeira responde por um Petit nom e Nuno não tem Gomes no nome mas sim Ribeiro. No Sp. Braga, não sei porque não chamam Valdelomar ao Rodriguez e Abdulrahmann a Hussain. Lamentável também Lenny não ser conhecido por Felisbino e Wender por Said. Já agora, sabiam que João Tomás também vira a cabeça se gritarem Pataco? As coisas que se aprendem na revista do "Record"... No Belenenses, tinha de haver um Salazar (José Pedro) tantas são as ligações do clube ao antigo regime, enquanto no Paços que vai de Mota se regista a maior quantidade de nomes de guerra; Mangualde, Kiko, Pedrinha, Dedé, Pilas, Cristelo, Carioca e Jorginho. Em Leiria também estranho que não tratem o guarda-redes Fernando pelo nome bem mais simples de Buytenberder. No Nacional, por outro lado, os guarda-redes dão pelos nomes de Belman, Benaglio e Bracali e aposto que se houve um quarto será o Bernardo. De volta ao continente, no Estrela o destaque só pode ser o treinador - Daúto Xaharnanne Armade Faquirá. No reformulado Boavista, Grzelak continuará a obrigar-nos a olhar para as teclas na hora de digitar o seu nome e é pena que Kifuta Kiala Makangu tenha sido dispensado, faltando saber o que o Fary Faye esta época. Só para fechar a coisa e não maçar muito, registo um Mossoró no Boavista e no Marítimo, um guarda-redes chamado Café na Naval de Chaló, o Kim Byung-Suk do V. Setúbak, o Udichukwo Nwoko do meu Leixões onde o rei é Roberto Balesteros e o medieval Geromel da equipa da terra do fundador, onde também pode ser encontrado um Targino, um Rabiola, um Pelé, um Fajardo, um Moreno e um Desmarets, para além do Kamel Fahti Ghilas.

11 comentários:

Anónimo disse...

Provérbios africanos a propósito de nada de especial...

É ladrão o que for apanhado.

O soberano é como o fogo:
quem se afasta, tem frio;
quem se aproxima, arde.

A faca não conhece o dono.

O carneiro que vai investir começa por recuar.

Dito isto parece-me que o futebol português é muito pequeno para o PC e para o luis f vieira e um deles terá de sair

Anónimo disse...

Se o Pilas do paços marcar o golo da vitória, é caso para dizer q fodeu o adversário?

Anónimo disse...

carago, seja o que
for de tais nomes, que
eu quero é ver que farão em
campo, tantas jornadas a fio,
quanto ao quadro, mas c'um raio,
só o emplastro supera ao Da Vinci!...

amelie

Anónimo disse...

Uma loura chega à pastelaria.-Queria um pastel de nata quentinho de preferência...
O empregado-Que sorte tem a menina,acabaram mesmo de sair!
A Loura-OH!Que pena e quando voltam?

Anónimo disse...

Porque é que os lisboetas são alfacinhas e não saladinhas?

Porque não têm tomates!

Anónimo disse...

e perderam-se grandes nomes como o mítico Bóbó do Boavista e o mítico Argelico Fucks!! O Bóbó e o Pilas na mesma equipa dava direito a bolinha vermelha!

Anónimo disse...

a propósito dos cromos que populam pelos nossos clubes

http://cromos_da_bola.blogspot.com/

cromos para todos os gostos!

Zé Pedro disse...

SPOOOOOOOOOORTING...

Anónimo disse...

Uma pergunta como quem não quer a coisa?Quando o Estoril mudou-se pós Allgarves pra fazer mais receita, caiu o carmo, a trindade e consta que os clérigos tremeram...

O Porto B, perdão o Leixões, muda-se pó Bessa e tá tudo ok, na boa benham lá os mouros!´Porque será?

CRISE disse...

De volta, como aliás Petit, a um palco que lhe recorda bons momentos, Nuno Gomes reconheceu que as águias falharam no arranque da temporada, e que "faltou paz à equipa".

"Infelizmente não foi a melhor maneira de começar, ainda por cima marcando a 5 minutos do fim, quando já não contávamos com isso. Espero que não volte a acontecer, porque uma equipa que quer ser campeã não pode permiti-lo", disse o n.º 21 da Luz.

Mas o dianteiro foi mais longe na sua análise do Benfica actual: "Ainda estamos em ritmo de pré-época, o próprio plantel não viveu dias tranquilos, e espero que trabalhemos em paz, o que nos tem faltado, com o plantel mais tranquilo. Todos nós, com a equipa técnica e a direcção, nos esforçaremos para isso".


Eugénio, é só isto que o teu Record tem para noticiar depois dos muitos recados da Flash Interview do Nuno Gomes?!

E ainda há quem tenha o desplante de falar de assalariados do Pinto da Costa nas redacções dos jornais do Norte...

Se isto não é TOTAL BRANQUEAMENTO DA CRISE INTERNA DO BENFICA não sei o que será.

Jornalismo isento não é de certeza

joniblue disse...

para o Leixões-Benfica, cuja reflexão já aqui tarda, compreensível, embora, dado o fogo entusiasta (redundante) que o Eugénio estará prestes a atear:

no sono uomo
de ridere de la miseria
aliena, ma che puó anche un
Santo facere con uno equipo come
il Benfika che questa volta, nhm, nhm,
se ha visto a giocare?!...