AGORA ESTOU AQUI

terça-feira, julho 31, 2007

O CERQUEIRINHA


Os clubes portugueses já fizeram várias tentativas para melhorar a sua "comunicação". Quase todas debalde. Lembro-me que o Benfica em tempos marcou pontos quando contou com os serviços de Francisco Colaço, num tempo (anos 90) em que a informação ainda circulava no comboio regional e não nos comboios de alta velocidade de hoje, permitindo que então colaboradores de grandes jornais e hoje directores de grandes grupos de media trabalhassem no jornal do Benfica (o que não é desprestigiante de forma alguma se tivermos em conta que a revista "Dragões" contou, nos anos 80, com a colaboração de António Arnaldo Mesquita e de Artur Miranda). No final da década de 90, os clubes transformaram-se em SAD's e tentaram copiar as grandes empresas, criando também departamentos de relações externas. Aí, o FC Porto disparou na liderança, sob a orientação de Antero Henrique - um operacional portista que começou como secretário da revista "Dragões", que foi depois assessor de imprensa, passou a director do departamento de relações externas e agora é o director do futebol, uma espécie de n.º3 do FC Porto numa hierarquia onde resplandesce Pinto da Costa, orbitado pela lua cheia que é Adelino Caldeira, cabendo a Fernando Gomes acertar contas por norma desequilibradas (ou seja, o mais difícil). Hoje, o Benfica oleou sobretudo a sua máquina da "volta a Portugal" pelas casas mas ao que me dizem continua com um departamento de comunicação com tiques do passado, enquanto no Sporting o regresso de Salema Garção, que consegue assistir aos treinos de fato e gravata apesar de o termómetro marcar 40 graus à sombra, pouco parece ter acrescentado. Nos leões, apenas Carlos Severino, na qualidade de assessor director de Dias da Cunha, conseguiu fazer um trabalho digno desse nome, se calhar até extrapolando funções, o que nele não é defeito mas feitio ou não se chamasse "Peças" quando passou pela TFS, onde tudo se passava e já não passa. Pois bem, o FC Porto acaba de contratar o jornalista Rui Cerqueira para seu director de comunicação porque sente a necessidade de melhorar a esse nível. O desafio é grande para o Rui pois é sabido que o FC Porto é um clube pouco consensual em relação à comunicação social, revelando nessa área uma hipersensibilidade que faz com que por vezes afaste do seu dia a dia os grandes órgãos de difusão deste país - é o caso presente do JN, do Correio da Manhã, do 24 Horas, do Record, do DN, da RTP e do Expresso. Sequelas do Apito Dourado que alguns golpes de contorcionistas poderão resolver em relação aos paspalhos do costume que dão o cu e 5 tostões por um beija-mão papal, como se sua santidade se ralasse muito com a subujice, acabando por norma por dar entrevistas ao Bruno Prata - e acho que faz muito bem pois nada é pior que ser entrevistado por mentecaptos. Jornalista de mão cheia, homem culto, grande conhecedor de futebol, gente divertida e boa, o Rui Cerqueira merece o seu melhor neste novo passo na sua carreira. Para já, deu uma bofetada sem luvas àquelas que na RTP preferem a subserviência e a mediocridade à personalidade e ao profissionalismo. Lá mais para diante...cá estaremos para falar.


12 comentários:

Anónimo disse...

o khadaffi nao te convida?

Anónimo disse...

"...como se sua santidade se relace muito com a subujice..."
Ralace? Não quereria dizer ralasse? É que relace não existe! Mas mais vale eu não me ralar com o português que os jornalistas escrevem...
Grilo Falante

Carlos Calheiros disse...

"Para já, deu uma bofetada sem luvas àquelas que na RTP preferem a subserviência e a mediocridade à personalidade e ao profissionalismo."

Tens a certeza que é do Rui Cerqueira que falas??? Não me parece. Ou então não sabes nada do que se passa na RTP.

portodocrime disse...

sr Eugénio,
que grande crónica.
podia,era ter escrito isto,
na primeira página do,.......
exçelente.

Gajo disse...

Já vos cheira a tacho no dragão.

Anónimo disse...

MEnos um andrade fanático na RTP. Já só faltam 3216546513

fernando santos disse...

Então o PC não foi ao NOJO contratar o seu Caneta de Ouro?

Anónimo disse...

Que pena o Rc ter deixado a RTP FC Porto, aquele antro de faciosos que nem uma notícia sabem fazer. O RC até se vinha quando estava a fazer um relato desse clube minoritário. Imperssionante como uma tv publica tinha, e ainda tem, gente desta estirpe.
Aquilo na RTP, bem como nas outras tv's, é um bando de mentecaptos, sem produção própria. Só fazem notícias de desporto com as capas dos diários. Até mete dó ver os espaços informativos da manhã. Pior do que isso é que a produção acaba lofgo por ali, ou seja, fazem uma miserável peça e está ganho o dia. Deviam passar por uma rádio para saber o que é trabalhar a sério.

Zé Luís disse...

É ouro, concordo, para mais comparado com a merda que se falou para aquele lugar. Realmente, o FC Porto acerta cada vez mais e será de novo campeão. Apesar do Eugénio e dos tolos que o acham portista. Bah!...

Quetzal Guzman disse...

"Para já, deu uma bofetada sem luvas àquelas que na RTP preferem a subserviência e a mediocridade à personalidade e ao profissionalismo. Lá mais para diante...cá estaremos para falar."


Isto é piada não é?

eugenio disse...

10 mil euros parece-me muita fruta mas se é o João Faria que o diz... Ainda bem, Rui, pois se calhar até mereces mais!

eq

Anónimo disse...

Pois, 10 mil euros dá para muita "fruta" dá...