AGORA ESTOU AQUI

sábado, junho 02, 2007

"CORRUPÇÃO"*


Tivemos o livro e agora vamos ter o filme. Segundo Carol, chamar-se-á "Corrupção". Mais palavras para quê. O realizador será João Botelho e o argumento de Leonor Pinhão. Margarida Vila-Nova fará de Carol, Nicolau Breyner de JNPC. Segundo Carol, o filme terá cenas escaldantes. Ui, ui...

* EM BREVE NUMA SALA DE CINEMA PERTO DE SI

11 comentários:

Aperta Azeite disse...

Ainda vamos todos ficar a saber o que se passava no Calor da Noite quando Joaquim Oliveira lá chegava e mandada fechar as portas para fazer Festas de Arromba (Carolina dixit).

Anónimo disse...

Vamos ter BÓBÓS?

Anónimo disse...

Vai ser um filme Porno?

alziro disse...

calma, calma, as cenas escaldantes são de porrada da boa. o flatulento manda os lacaios amassarem a fronha a um jornalista que não anda a fazer o serviço, e depois a um autarca que falou demais.

after-shave disse...

E vai passar a cena da escuta telefónica em que o Pinto da Costa encomenda uma notícia falsa para sair no jornal O JOGO.

anti jornaleiros disse...

Então vamos ver cenas de pornojornalismo...

Anónimo disse...

Olha olha, que eu já tinha lido a coisa nos jornais, da Botelho e do Pinhão num filme de Corrupção. E eu acho-lhe graça, à malta do orelhas, como intimamente dizia a Carol, que ou eu lhe dava Quinhentos Mil Euros (hou lá!) ou ela ia ditar tretas òs botelho & pinhão. E eles lá 'tão na tramóia, qu'isto, quando não há caso, faz-se inventão, que pra isso é a ficção.
E eu só num intendo com'é que o Breyner, deus ma livre, se atreve, tão feio, a fazer de mim!...

Mas lá é no gozo, mais pa ver s'o orelhas se cansa de bufar, penso eu de que...

amélie

Zé do Boné disse...

As filmagens serão no Brasil...

alziro disse...

Peidar-se-á o Breyner ou sobrou dinheiro da comissão do orelhas, do veiga e da carol para efeitos especiais?

mosquito disse...

E como o Pinto da Bosta já é brasileiro, ainda vai contratar uns jagunços para tratar da saúde aos realizadores...

Anónimo disse...

Na, mosquito, jagunços, agora, só à pala do orelhas, se os realizadores, produtores e mais agentes da obra, são tudo aves do seu ninho, o fruto do mesmo milho raivoso da franguinha!
Dessa franga que eu deixei jeitosa, ainda (oh, busca, busca, veja, acima)!
Penso eu, de que...

amélie