AGORA ESTOU AQUI

quinta-feira, maio 24, 2007

O CRIME DE SER CAMPEÃO

Em Itália, tivemos o "Calciocaos". Resultado, Itália campeã do mundo, Milan campeão da Europa de clubes. Por cá continua a correr, pachorrentamente, o Apito Dourado. FC Porto campeão! É a validação da teoria "quanto mais me bates, mais eu gosto de ganhar"

5 comentários:

António Adão Farias disse...

Sr. Eugénio:
Serão inocentes, tanto os italianos como os portistas?

Será mesmo a teoria da conspiração?

Em Itália também foi tudo montado, qual cabala, para prejudicar Milan e Juventus?

Santa paciência...

joaquim agostinho disse...

Os adeptos da Juventus não são da mesma opinião, mas os portistas concordam. E dizem que a Máfia é coisa de italianos !!!

Anónimo disse...

Por parte do FCP este campeonato foi ganho com inteira justiça basta ver quem teve em primeiro lugar desde a primeira jornada.

Quanto ao Milan foi um justo vencedor porque marcou mais golos que o Liverpool num jogo um pouco chato.

Anónimo disse...

Ainda em relação a sua majestade Luis Filipe Vieira ou Luis Filipe Orelhas conforme os gostos tenho a dizer que ás vezes mais parece chamar-se Luis Filipe Viagra dada a excitação com que fala do caso apito dourado.

Será que Luis Filipe Viagra anda a sonhar com a Maria José Morgado?

Será que Luis Filipe Viagra fala tanto do caso apito dourado para ver se consegue deitar a mão e não só a Maria José Morgado?

Anónimo disse...

E, pegando no calciocaos, para quem elogia a Justiça Desportiva lá da Itália, não há dúvida que de tanto amenizar as penas inicialmente aplicadas conseguiu o essencial:
1) a Juve que tinha a partida -30 pontos, depois ficou a -17 e por fim a -9, lá subiu com facilidade.
2) o Milan que tinha à partida que descer, como a Juve e como estava destinado a Fiorentina e Lazio, entre outros, só perdeu os pontos necessários para ir à 3ª preliminar da Champions. E lá foi campeão europeu.
Acho que por cá a mafiosa Justiça desportiva não chegaria a tal esmero de castigo.
Mas são bem vistos os tipos por lá.
Por cá é que os parolos não aprendem nada, acham que aquilo sim senhor, uma Justiça à maneira. E foi.