AGORA ESTOU AQUI

sexta-feira, maio 25, 2007

19 ANOS DEPOIS DE ESTUGARDA

Toni e Jesualdo Ferreira, treinadores do Benfica na época de 1987/88, juntaram-se ontem no ISMAI e recordam a final da Taça dos Campeões Europeus perdida para o PSV na marcação de pontapés da marca dos 11 metros. Segundo Toni, os jogadores do Benfica pensavam que iam para um casamento cigano e levaram meias novas, o que explica o facto de durante o jogo as chuteiras lhes terem saltado dos pés. Foi uma grande jornada do III Congresso Internacional de Futebol, organizado pelo professor José Neto, durante as quais o treinador José Gomes brilhou com uma exposição sobre a defesa à zona. "A pressão alta é dada pela linha mais atrasada", disse Gomes, que quer toda a equipa "envolvida no processo defensivo". Toni falou sem a ajuda do power point e recordou o tempo em que como jogador do Anadia defrontava Jesualdo quando este alinhava com a camisola da Ovarense. "Hoje temos melhores jogadores mas não temos melhor futebol", afirmou António Oliveira, vulgo Toni. Carvalhal falou de princípios do jogo e Jesualdo de equilíbrios defensivos. Tudo rematado com uma pequena homenagem a João Pinto, capitão do FC Porto em Viena, e outra dos alunos da opção de futebol ao professor José Neto. Deliciosa a estória contada pelo professor, a propósito da visita que fez a João Pinto quando este recuperava de uma pleurisia no hospital, antes do Mundial do México. O n.º2 logo depois das saudações fez um pedido ao professor: "Apetecia-me presunto". Desejo realizado de imediato pelo homem que começou a fazer estatísticas no FCP de Pedroto e acabou por dominar algumas áreas do treino, sendo hoje mentor de muitos especialistas de futebol. Um homem bom, como não há muitos.

3 comentários:

Don corlleone disse...

È por essas e por outras que o Jose Gomes nunca mais consegui ser treinador......

Anónimo disse...

Jesualdo Ferreira está a fazer um excelente trabalho no FC Porto e por lá deve ficar mais alguns até porque é uma pessoa séria e muito competente.

Anónimo disse...

jesualdo vai-te embora