WWW.BOLANAAREA.PT

quinta-feira, abril 12, 2007

RAMBOS


Vai para aí uma grande confusão sobre o envolvimento do FC Porto no megaprocessos das legalizações. Há ou não há jogadores portistas do futebol e do futebol envolvidos? Confesso que não sei. O que sei é que, há duas semanas, o SEF entrou de rompante nas instalações da SAD portista. Armado e encapuzado. De tal forma, que nos momentos iniciais o mais difícil foi perceber se se tratava de ums busca ou de um assalto! Estes rapazes do SEF andam mesmo a ver muitos filmes...

PS - Quanto aos casamentos forjados, recordo que o Sporting foi, no anos 80, o primeiro clube a mostrar serviço, quando naturalizou, por exemplo, o búlgaro Kostov. Se bem me lembro.


5 comentários:

Anónimo disse...

A seguir ao Kostov, houve muito mais por esse país fora ,mas quando mete FCP, "A LEI" parece ser outra???!!!...
Por exemplo na decada de 90,a nivel de arbitragem ,quem se lembra,das declarações dointernacional/inglês(ex/arbitro) Howard King,oque ELE contava das suas vindas a LISBOA,ouviram bem, LISBOA???!!!...

Arquivo disse...

Enganas-te!
Foi o FC Porto com Yuran e Kulkov.

Anónimo disse...

Foram Kostov e um jugoslavo,esquerdino do qual não me recordo o nome,isto no Sporting.
Mas depois de Norte a Sul,foi um "FARTOTE", ao que constava!!!
E quem não se lembra do "FORROBODÓ" com a idade dos "MIUDOS" (?) de origem Africana,nas camadasjoves ???!!!Sobretudo na Grande Lisboa,mas isso era há uns anos porque agora só existem "REGENERADORES"!...

Alberto Pacheco disse...

Os primeiros naturalizados à pressão foram o Kostov e o Bukavac, mas o Sporting não infringiu qualquer lei, antes serviu-se das possibilidades que ela oferecia e arranjou casamentos aos gajos com umas tipas da vida que ganharam umas massas e ao fim do tempo previsto na própria lei para a dissolução do casamento foram à conservatória, trataram dos papéis e passaram a ser todos divorciados. Mas, moralidade à parte, tudo legal!

Anónimo disse...

Sabe Eugénio (e desculpe-me o off-topic), mas tudo isto me cheira a desespero. Estão tão danadinhos de "pegar" em qualquer coisa que...

Sabe o que irrita mais? Você e eu é que pagamos estas parvoíces.