WWW.BOLANAAREA.PT

sexta-feira, abril 20, 2007

AI JESUS


Tem razão, na minha modesta perspectiva, o Sp. Braga quando se queixa da grande penalidade que o afastou da final do Jamor. Frechaut roda o corpo, dando as costas ao adversário, e a bola bate-lhe no braço. Num jogo que teve dois golos bem anulados devido a mãos marotas, José Luís Melo, o árbitro auxiliar, acabou por errar no terceiro. Melo, note-se, foi um dia baptizado por Pinto da Costa como "o indefectível benfiquista de Valongo" mas isso não vem para o caso. Não tão desprezível será, isso sim, a opinião categórica de Jorge Coroado de que a decisão de marcar o castigo da marca dos 11 metros foi boa. Não é o mesmo Jorge Coroado que integra as listas de Cabral Ferreira? Desmintam-me se estiver enganado... Não, é mesmo verdade?... Adiante. Só para dizer que foi uma meia-final muito interessante. Grande tifo dos adeptos do Braga, Belenenses mais uma vez a voar com Dady, o tal craque que Jesus inventou e que, ou muito me engano, vai dar que falar no defesa que está aí está a começar, tudo dependendo apenas da confirmação do 23.º título do FC Porto.

2 comentários:

Alvaro Magalhaes disse...

É mesmo triste , pois no inicio da segunda parte ha uma jogada muito parecida de um cruzamento de Carlos fernandes e nao ha penalty , e depois foi o que foi , por estas e por outras que cada vez menos vejo futebol tuga.

bruno pinto disse...

Não tenho nada a ver com o Belenenses nem o Braga, sou do FC Porto, mas o penalty por mão do Frechaut é do tamanho do Bom Jesus! É óbvio que existiu infracção.