WWW.BOLANAAREA.PT

sábado, março 24, 2007

FORA-DE-JOGO


Auriculares, microfones (ups!), carros alugados com motoristas, vontade de profissionalizar o sector. A nova Liga já deu mostras suficientes de querer apostar na arbitragem e de querer proteger os apitadores Mas, como ficou provado no início da acção que decorre em Viseu, a classe continua fracturada. Há quem não queira, em definitivo, trilhar um novo caminho. E a paga que a Liga, através de Tiago Craveiro, o seu secretário-geral, teve foi uma espécie de rebelião no início dos trabalhos, com os árbitros a apresentarem uma espécie de ultimato, a propósito dos recibos verdes que vão ter de passar para receber os quilómetros. Em média, um árbitro português de 1.ª categoria já com algum calo não ganha menos de 4000 euros por mês graças à actividade amadora de ser árbitro - o que está muito em tabela com os directores de empresas municipais. Não é nada mau. E, convenhamos, esta história de andar com um motorista (?) atrás pode trazer água no bico...
PS - Parece que, entretanto, tudo foi resolvido a voltou à paz do senhor, apesar daquela rábula do teste escrito que quiseram anular a Olegário Benquerença.

4 comentários:

mosquito disse...

Pinto da Costa paga-se bem

O presidente da SAD portista ganha seis vezes mais do que o presidente da SAD benfiquista. Segundo dados relativos ao ano de 2005, Jorge Nuno Pinto da Costa auferiu mais de 740 mil euros de rendimento, contra pouco mais de 125 mil declarados por Luís Filipe Vieira.

A remuneração do presidente azul-e-branco foi paga integralmente pela FC Porto SAD enquanto os rendimentos de Luís Filipe Vieira são originários da sua actividade profissional, uma vez que não é remunerado enquanto presidente da SAD do Benfica.

in "Correio da Manhã"

Anónimo disse...

Lá terão o Pinto da Costa e o major Valentim Loureiro de subir ao orçamento para também oferecerem café, chocolatinhos e fruta aos motoristas...

mosquito disse...

E também vai ser o funcionário da Liga arguido no Apito Dourado a nomear os motoristas?

Anónimo disse...

Lá terá o presidente do Benfica de arrolar pessoal extra para inventar as malandrices que ainda há-de ditar em livro, depois de o transmitir à procuradora da casa.

e no entanto é certo que o Papa ganhe mais que um bispo ou simples cura, na arte da poda

amelie