WWW.BOLANAAREA.PT

sábado, dezembro 16, 2006

A MORGADINHA

O país parou com a nomeação de Maria José Morgado para a coordenação do Apito Dourado. Um conhecido cronista até considerou o dia da sua nomeação o melhor de 2006 e outro disse que os Capones já estão a tremer. Como já disse, há muita gente a salivar ante a perspectiva de eliminar o presidente mais ganhador de sempre do futebol português. A questão agora é outra: será que a Morgado vai conseguir desenterrar processo arquivados e espetar a faca nos engenheiros-chefes do nosso futebol? Das duas uma: ou a justiceira consegue acusar e condenar algumas dessas figuras e com isso faz também o PGR marcar pontos, ou a montanha irá parir um rato e aí Pinto Monteiro livra-se de um problema. Mas essas são contas de outro rosário. Interessante agora será ver até onde a Morgado e a sua equipa vão conseguir aprofundar uma investigação com contornos levianos e que ficará reduzida a estilhas se as escutas não forem validadas ou se o tribunal considerar inconstitucional a lei da corrupção desportiva. Se assim for, só sobrará o caso dos jogos do Gondomar e do Sousense e com pouca coisa para oferecer, para além de umas voltas de filigrana e de uns tantos presuntos e garrafas de vinho. Coisa pouca comparada com os computadores portáteis que um clube da Honra oferecia há bom pouco tempo ao trio de arbitragem ou aos envelopes em dinheiro pelo Natal para distribuir pelos fiscais de linha que não chegaram às mãos daqueles porque os intermediários ficaram com a massa. Sim, eu sei, o Apito apurou que um clube da Liga principal oferecia telemóveis a árbitros e até consta que um conhecido personagem comercializava os mesmos. Tudo isto é bonito, tudo isto é fado. Mas o que eu gostava mesmo de ver era a Liga ter a sua "polícia de costumes". Não era difícil. O que eu sei muita gente sabe. Nem é preciso investigar. A Liga e a FPF podiam resolver facilmente os problemas de corrupção que existem. Acreditem que saía muito mais barato que esta megainvestigação que está a custar caríssimo ao Estado e que quando muito vai ser um maná para o batalhão de advogados que a ela assistem.

PS - Quanto à agressão de que fui vítima, em 89, na tal cena em que o presidente do Belenenses (Mário Rosa Freire) disse que os seguranças do FC Porto tinham ido para o Restelo com G-3 e metralhadoras nas malas dos carros, os ingratos do costume lançaram o anátema de que gostei de levar uns pontapés. Nem vou discutir isso. Apenas posso acrescentar de que na altura fiz eco suficiente do caso (abri o telejornal da "2:" com a Manuela Moura Guedes) e apresentei a respectiva queixa na PJ. Cumpri a minha obrigação, penso eu de que, não me queiram obrigar é a ser selectivo com os personagens do mundo do futebol. Tanto mais que não sou homem para guardar rancores ou para alimentar ódios de estimação e tenho por Pinto da Costa uma admiração sincera. Para mim há muito tempo que a lenda ultrapassou o homem.

12 comentários:

Ferr disse...

De Maria José Morgado o que se espera é que faça esta merda deste processo andar de uma forma célere para que os culpados, se os houver (e não os haverá?), sejam punidos. Acredito sinceramente que a senhora não nos desiludirá. Caramba, já é tempo de algum processo que envolva figuras de renome neste país tenha uma conclusão. Não nos dêem argumentos para deixarmos também de acreditar na justiça portuguesa que até já era das poucas coisas em quem ainda tínhamos fé.

Felcía Cabrita disse...

Não interessa se foi do MRRP do CDS pou de que partido for. O que interessa é que esta mulher já mostrou que não tem medo. Que é capaz de recuperar um pouco a dignidade da justiça em Portugal. Fico triste muito triste, quando sei que és sério e nada tens a ver com esta corja de malandros e os defendas da forma como o tens feito. Andas aqui há tantos anos e ainda não viste que somos tratados como +preservativos? è isso que queres? Que é feito do grande Eugénio?

Arquivo Vivo disse...

Penso que a Dra. M. José, sabe muito bem as linhas com que vai coser o processo.
Penso que ela terá elementos que
nunca vieram a público, pela simples razão que o melhor era esperar pela ocasião que agora
aparece.
Penso que a par dela e do PGR, ainda existem 1/2 dúzia de individuos capazes de compor a
"equipa" que vai levar à prisão
toda a escumalha que desde a
vergonhosa arbitragem do compadre
Manuel Vicente, de Vila Real,em 1978 até ao dia de hoje, falsificou
resultados e que atribuiu títulos a
quem não devia, independentemente
do esforço e do valor de muitos
atletas que vestiram a camisola do
FCP.
Penso que haverá muita gente que
irá disponibilizar provas, até agora guardadas, por razões de
segurança dos próprios.
Isto não estoirou pelo livro da
D. Carolina.
Isto estoirou porque temos final-
mente um PGR à altura de um Estado
que se pretende de Direito.
Houve um livro de Marinho Neves,
publicado de forma ficcionada que
com uma PGR "não alinhada" teria
acabado com o polvo logo de seguida.
Neste pressuposto, muito jornalista
honesto, mas prudente, irá sentir
condições para contar o que sabe.
Se fosses minimamente inteligente
e tivesses uma mentalidade urbana,
não só estarias calado (como o pas-
quim a que dizes pertencer)como
também não hostilizavas o teu "amigo" João Seminário.
Parece que ele sabe muito a teu
respeito.
Tens uma oportunidade soberana de
saires vivo deste processo, embora
chamuscado, que é a de seres dos
primeiros "arrependidos do croquete
e da bejeca".
Entrega-te, homem, confessa a tua
vassalagem, conta uma patranha
àcerca da forma como te fizeram
"alinhar",e diz-lhes o pouco que
sabes.
Pensa que quando o "arrastão" largar as redes, não serão só
tubarinhos e tubarões que lá ficarão dentro, haverá, também,
muitos eugeniozinhos.

bomba disse...

P.S: Quanto mais me bates mais gosto de ti!

Anónimo disse...

Escama Dragões

Como seria de esperar o "Grande Eugénio" saiu á praça para quê? para elogiar sebosamente o sr Pinto da Costa. Para o " Grande Eugénio" este sr continua a ser o maior, o mais santo, o mais puro, etc, etc. O " Grande Eugénio" continua cobardemente a beijar a mão que lhe dá de comer mesmo SABENDO que essa mão está suja. Uma pessoa para ser grande basta ter caracter que é o que falta ao "Grande Eugénio".
Saudações Leoninas

Anónimo disse...

O que tu sabes, meu grandessíssimo filho da puta, tinhas tu o dever de tornar público. De pessoas que sabem muito e não fazem um caralho em relação a isso está este país cheio.

Anónimo disse...

Escreve quem sabe

É bonito viver de pé, amigo Eugénio. Foi assim que te conheci.

Anónimo disse...

não passas de um sabujo.

ou desta vez ameaçaram-te também a família?

saramangas disse...

"tenho por Pinto da Costa uma admiração sincera"
AHAHAAHAHAHAHAHAAHHAAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHA

O GLORIOSO disse...

Coitadinho foram só umas borduadas.
O sr. já como jornalsta deixa muito a desejar agora ainda é sadomasoquista.
Parabens.
Continue a fazer vénia ao Pápa pois senão ele dá-lhe mais uma arrochadas. Mas o sr. até gosta

VeRMeLHoVZKy disse...

Levaste nos cornos e tens uma "admiração sincera". Só mostra que tipo de pessoa tu és... um vendido!

Alguém que não tem coragem para falar o que sabe, porque prefere se acomodar aos que lhe bateram! És uma vergonha é o que és!

jbs disse...

Que pena ver quem já foi honesto e íntegro assim acobardado e sabujo dos corruptos. Fizeram-te o mesmo que à Cabrita, foi?