WWW.BOLANAAREA.PT

quarta-feira, dezembro 13, 2006

EU, QUEM?

Li esta noite o famoso "Eu, Carolina". É isto?, foi a pergunta que fiz quando acabei a rápida leitura de uma obra mal produzida e na qual se salvam os bilhetinhos de amor de Giorgio. As histórias que Carolina conta são vagas e têm brancas enormes, para além de erros de pormenor. Esperava mais de quem tanto parece ter-se preparado para acabar com o mito. É certo e sabido que o caso está a ter uma espécie de efeito bola de neve na máquina judiciária portuguesa. Mas não merece tanto alarido. Pinto da Costa não fica bem na fotografia mas pode bem continuar a viver com isto.

38 comentários:

Anónimo disse...

E quem escreveu?

Terá mesmo sido a senhora professora amiga de longa data?... Não creio. "Follow the money" é o que a PJ deve fazer. Talvez se veja que houve uma pena criativa/jornalística a debitar a prosa.

Descalça vai para a fonte
Leonor pela verdura
Vai formosa e não segura

Anónimo disse...

Realmente é pouco, muito pouco. Dizer que PC mandou bater num vereador, que PC recebia árbitros em casa, que PC foi avisado por Lourenço Pinto que iria ser detido pela PJ e que, por isso, fugiu para a Galiza, enquanto a mulher de Reinaldo diria que o marido devia estar com uma amante, enfim. Muito pouco mesmo caro Eugénio. Ou não!!!!!!

AT

Anónimo disse...

As coisas só têm a importância que as pessoas lhes querem dar.

A comunicação social vive toda a sul do Mondego.

Um abraço.
http://portistasdebancada.blogspot.com/

Anónimo disse...

Tu, lá sabes

Anónimo disse...

Estas todo "azulinho" e amiguinho do fcporto, já não te lembras das que levaste a mando do pintolas no estadio do restelo num dia de belenenses x porto quando ainda trabalhavas para o correio da manhã?

PPA disse...

Os orgasmos simulados
Que sorte eu tenho em não ser do FCP!
Quis o destino que a minha família não ligue nada ao futebol, e por isso nunca tenha sido influenciado quanto á escolha do meu clube. Apesar de ser da Cidade do Porto escolhi o Sporting (ainda antes da escola Primária) por vários motivos, mas a principal razão devem ser alguns nomes que brilhavam na altura em que “nasci” para o Desporto: Jordão, Manuel Fernandes, Damas, Joaquim Agostinho, Carlos Lopes, Fernando Mamede, Moniz Pereira, Jorge Theriaga, Livramento, Ramalhete, Sobrinho…
A “aposta” foi animadora, pois para além de na altura o Sporting ser o tradicional dominador das modalidades amadoras ganhou logo 2 campeonatos de futebol (79/80 e 81/82), o que aconteceu durante a minha escola Primária, e sem dúvida cimentou o meu amor ao Sporting.

Com total sinceridade gostaria de deixar aqui a minha palavra de solidariedade para com todos os meus amigos que são adeptos do FCP, por este momento muito difícil que estão a atravessar; pois deve ser muito difícil engolir certas verdades, que são cada vez mais uma evidência…
Se eu tivesse o AZAR de ser adepto do FCP, sinceramente não sei como me sentiria. No mínimo já teria deixado de ligar ao futebol; pois no fundo no fundo será que os Portistas acreditam na justiça e na limpeza da colecção de títulos que amealharam?
É como se um indivíduo que está casado durante 30 anos com uma mulher que muito ama e a quem se dedica de corpo e alma, descobrisse que todos os orgasmos que a esposa teve na vida, e que tanto prazer, reconforto e realização pessoal lhe deram, foram todos simulados!


Visitem:

http://bola-na-trave.blogspot.com/

ou

http://canalscp.blogspot.com/

PPA disse...

Comemorações dos 20 anos do Sporting, 7 – Benfica, 1

Esta foi uma das maiores alegrias da história do Sporting e a maior humilhação da história do Benfica.
Parece que foi ontem, mas faz hoje precisamente 20 anos!
Por esse País fora vão acontecer vários jantares comemorativos.
Só quem viveu este grande feito, pode compreender a dimensão Real desta goleada, a maior de sempre!
A Nação Benfiquista entrou em crise, houve sócios a desistir e a cabeça da direcção foi pedida.
É possível ver nas imagens, bastantes sócios do Benfica a rasgarem e queimarem cartões de sócio e bandeiras do Benfica.
14 de Dezembro de 1986
Estádio José de Alvalade em Lisboa
Árbitro: Vítor Correia (Lisboa)

Sporting: Damas; Gabriel, Venâncio, Virgílio e Fernando Mendes (Duílio); Oceano, Litos (Silvinho), Zinho e Mário Jorge; Meade e Manuel Fernandes.

Benfica: Silvino; Veloso, Dito, Oliveira e Álvaro; Shéu (Nunes), Carlos Manuel, Chiquinho Carlos e Diamantino; Wando e Rui Águas.

GOLOS com Videos: (Clicar nos golos)
1-0 aos 15’ por Mário Jorge
2-0 aos 50’ por Manuel Fernandes
2-1 aos 59’ por Wando
3-1 aos 65’ por Meade
4-1 aos 68’ por Mário Jorge
5-1 aos 71’ por Manuel Fernandes
6-1 aos 82’ por Manuel Fernandes
7-1 aos 86’ por Manuel Fernandes

Os 7 golos.


Para verem os videos dos 7 golos do Sporting, visitem:

http://bola-na-trave.blogspot.com/

ou

http://canalscp.blogspot.com/

Ricardo Chaves disse...

Ó Geninho e acerca do que diz o confrade do blog da bola, não tens nada a dizer? Ele pos-te na lista dos agredidos, mas diz que tu foste dos que gostaste de levar porrada, confirmas?

Anónimo disse...

Realmente, como isto é a Republica das Bananas, è claro que o homem vai continuar a viver bem com isto. E a rir e a bom rir. Que é o que tem feito ha 30 anos.

Porco disse...

Tens razão quando perguntas "É isto?", porque de tudo o que lá vem, nada é novidade. Já tudo fazia parte do processo apito dourado.
Mas foi preciso um livro de merda, de vingança, para agitar um bocado as águas e voltar a por as pessoas a falar sobre factos que já tinham sido adormecidos. Pode ser que o apito dourado volte a andar para a frente.
Mas sobre isso tu não dizes uma palavra, não é?

Anónimo disse...

É impressão minha ou o Eugénio anda com comentários muito amiguinhos e paninhos quentes para os lados das Antas?
Teve algum encontro do 3º grau com alguns jagunços, é isso?

terceiro anel disse...

Quando puxarem o autoclismo, és um dos que vai pelo cano abaixo, Geninho.


«Desde Miguel Sousa Tavares aos Gatos Fedorentos, desde Dias Ferreira às revistas popularuchas de televisão como a TV 7 Dias, o ataque a Carolina Salgado foi avassalador. Mal se soube que a senhora tinha escrito um livro onde contava pormenores sobre a vida com Pinto da Costa e revelava alguns dos métodos do presidente do FC Porto para atingir os seus objectivos, o coro de protestos foi imenso. O tom de superioridade moral da maioria foi espantoso: para quase todos, tratava-se de uma senhora reles, sem carácter, duvidosa. Numa palavra, tratava-se de um alvo a abater, e depressa. A tentativa de assassinato de carácter que toda esta gente fez a Carolina Salgado é reveladora, não só dos instintos machistas grosseiros e boçais que ainda prevalecem por cá, como dos instintos de classe. Carolina Salgado não é uma menina bem, não vem de boas famílias, cometeu muitos erros na vida, comeu o pão que o diabo amassou, deixou-se usar numa guerra suja, meteu a mão na anca quando foi preciso e sujou as mãos quando lhe pediram. Sim, é tudo verdade, e também trabalhou como alternadeira, no Calor da Noite. Porém, isso não a diminui aos olhos do mundo, não lhe retira força. Bem pelo contrário. A vontade expressa de a enxovalharem, de a vilependiarem, é apenas uma estratégia, reveladora de um preconceito fortíssimo, um preconceito vil e ignóbil, daqueles que se julgam virtuosos. É tão fácil atirar-lhe pedras, cuspir-lhe na reputação. Tal como muitos chamaram às vítimas do processo Casa Pia prostitutos e mentirosos, agora também chamam a Carolina tudo e mais alguma coisa. É preciso diminuí-la, desgastá-la, descredibilizá-la. A defesa de Pinto da Costa já começou, e os seus lacaios fazem-lhe o servicinho, tendo por isso como aliados os idiotas úteis do costume. É preciso baralhar o povo, confundir as pessoas, para os imorais triunfarem.

Mas, convém ter bem a noção do que se está a passar. Pela primeira vez em vinte e tal anos, houve um terramoto no Porto. Sim, um terramoto de grau muito elevado. As coisas que Carolina revela, e a coragem com que o faz, são terríveis, e mostram que tudo o que se suspeitava pode bem ser verdade.

Aqui há uns anos, quando José Mourinho regressou ao Porto, já como treinador do Chelsea, levou seguranças, e perguntaram-lhe porque o fazia. Ele respondeu: “quando vou a Palermo, tem de ser assim”. Palermo...Palermo é a capital da Sicília, terra da Mafia, da Cosa Nostra. José Mourinho tinha sido treinador do FC Porto, onde tinha vencido uma taça UEFA e uma Liga dos Campeões. Sabia do que falava. Ele vira, por dentro, como funcionava a casa de Pinto da Costa, quais os métodos e as artes. E falava em Palermo...Pena que não tenha sido mais corajoso, contando o que viu. Coragem essa que não falta a Carolina Salgado, fazendo com isso saltar dos eixos o futebol português. Agora, parece ter chegado o tempo de começarmos a saber o que se passa. Agora, esse poder oculto do futebol português vai submergir, vai ser posto a nu, e vai queimar muita gente.

Agressões a vereadores de Gondomar, conversas com árbitros em casa, gavetas cheias de dinheiro, colaborações secretas com a PJ do Porto, controle das classificações do árbitros, suspeitas de associação criminosa. Ao pé das acusações que caiem sobre Pinto da Costa, Vale e Azevedo parece um aprendiz e no entanto foi parar à cadeia. Veremos se a justiça portuguesa considera mais grave uma burla do que uma associação criminosa.

Mas, nos salões bem pensantes de Portugal, nas redacções dos jornais, nos cafés, o que está a dar é achincalhar Carolina Salgado. Chamar-lhe nomes, gozar com ela, é que é giro. Os portugueses são um povo muito curioso, nunca levam a sério o que é sério, preferem a reputação à substância. Por causa dessa característica antropológica, transformam tudo num espectáculo de circo, sem perceber que assim contribuem para perpétuar uma sujeira e não para a limpar. Mas, enquanto há vida, há esperança. Em Palermo, as coisas também mudaram um dia...»

Domingos Amaral, no Diário Económico

massacrador de floribellas disse...

seja la o que for, muito deves ter recebido ha uns meses para te tornares num lacaio do papa.

quem te viu e quem te ve

Anónimo disse...

Pode bem continuar a viver com isto tal como os proxenetas, ladrões e assassinos deste país deviam continuar a viver - atrás das grades!

Pior é mesmo a falta de vergonha na cara.

Não esquecer que o FCP é uma (suposta) Instituição de Interesse Público, está cotada na Bolsa, vende obrigações e acções a investidores que querem retorno e não escândalos.

E um clube que já foi sério e que tem muita gente séria entre os seus sócios e adeptos não pode deixar de se envergonhar pelo lamaçal que esta corja que o dirige o está a arrastar.

Uma outra coisa: o teu post cheira a uma desculpabilização indecente.
Pergunto-me mesmo, face ao que aqui tenho lido de há uns meses para cá, se não estarás a ser manietado de uma forma vil.

Anónimo disse...

Reacção e comentário normal de um adepto portista...

Saruman disse...

Lá isso é verdade, ele já vive com tanta merda que não será isto que o vai importunar.

Anónimo disse...

Claro que não tem nada de mal, até porque mandar espancar as pessoas e fazer corrupção é perfeitamente normal, ou não estivessemos nós em Portugal...

Anónimo disse...

Isso já todos sabiamos,"pode bem continuar a viver com isso" se fosse um cidadão anónimo já a muito tinha sido julgado e preso, é isso que me fode, qualquer filho da puta por mais cabrão e vigarista que seja desde que tenha poder, não se passa nada,e OTÁRIOS como tú ainda lhe dão o beneficio da dúvida.

Pedro Mourão disse...

Nunca te vi tão parado com tanto assunto. Já sabia que tinhas um problema em te assumir, mas copiares o silência de Pinto da Costa e Lourenço Pinto tem uma carga muito forte em termos de credibilidade. Faz um esforço que nós gostamos de te ler. Defende o teu amigo. Não tenhas problemas que isto para a semana já não é nada.

Anónimo disse...

Má sorte ter sido...descoberta numa casa de alterne.
O que homem mandou espancar políticos? O homem compra árbitros? O homem foge da polícia? Não interessa nada.
O que interessa é que ele a conheceu no calor da noite. É má rês, só pode ser, vingativa, canalha, o que diz não interessa nada.
E o homem, coitado, foi um ingénuo. É o que sempre tem sido, como todos sabemos.

Anónimo disse...

Na verdade, há que reconhecer que a única verdadeira revelação de Carolina é a encomenda da sova ao senhor Bexiga.
Quanto ao resto, só alguns juízes (dos tribunais, não os do apito) ignorariam (?) a montanha de vigarices que o senhor Giorgio vem cometendo desde que anda no futebol.
Sendo a nossa Justiça o que é, talvez os vários Pintos e os Valentins do nosso futebol se safem, mas a opinião pública já os julgou há muito.
É pena não haver jornalistas suficiente sérios para contarem o que sabem.
Mas eles vivem da mentira e acabam por estar ao serviço de quem mente...

Anónimo disse...

Não viesses tu limpar o cu ao Papa... Tem vergonha nessa tromba...

Anónimo disse...

Estás em grande estilo nas televisões à saída do tribunal

Carolina Salgado disse...

Sinto que estás desmoralizado. Apostas-te no cavalo errado. Onde está o velho "mutley". Sorri, porque te vou cortar as unhas dos pés e os tufos das orelhas. Mas, se te portares bem, vou brincar contigo ao lobo mau.

Anónimo disse...

pois é eugénio...
vamos lá ver se a mulher terribilis, a Maria Jose Morgado, se não deixo isto aqui no Porto tudo às aranhas!

Acho que com esta vai haver sangue :D

Finalmente!!!

Anónimo disse...

Escama Dragões

Vejam bem o comentário que este sr faz ao livro da polémica:
"Pinto da Costa não fica bem na fotografia mas pode bem continuar a viver com isto."
Ou seja, a quem eu presto vassalagem tenho que continuar a servir pois enquanto ele paga eu tenho que retribuir.
É de ir ás lágrimas tamanha é a servidão.
Ainda bem que foi a Drª Maria José Morgado que foi nomeada para chefiar a investigação, a esta hora á muita gentalha que já está a tremer.

SAudações Leoninas

Joaquim Agostinho disse...

Amigo Eugénio. Também não foi agredido no Estádio do Restelo?

paciente inglês disse...

É estranho, mas o meu comentário aqui deixado ontem não foi aceite. Porquê?
Por não lamber as botas ao senhor Pinto da Costa?
Pelos vistos, este Eugénio é bem o mesmo da Gazeta dos Desportos...

Patacurta disse...

Todos os contributos que possam de alguma maneira ajudar na erradicação dos podres do nosso futebol são benvindos, nem que sejam para ajitar as águas, e o Sr.PC não nenhuma vaca sagrada, antes pelo contrário...
Força Dra. M.José morgado!

massacrador de floribellas disse...

sim, realmente defender um árbitro que é advogado de arguidos do apito dourado é lindo.

devido ao conflito de interesses nem devia poder arbitrar.

andas a fazer um bom trabalho. o record paga mal?

Pedro disse...

Apesar de continuar a achar que a menina Carolina não tem ponta por onde se pegue, tenho que reconhecer que teve mais coragem do que muitas pessoas que "comeram por tabela" e ficaram bem caladinhas. Podem dizer que é pelo diheiro que ela faz isto, mas faz, enquanto os outros metem a cauda entre as pernas. Entre vários acontecimentos que aconteceram nos últimos anos respeitantes a agressões a jornalistas, muitas delas suspeitas de serem a mando do Pintinho, raro foi aquele que teve a coragem que esta menina (que não tem ponta por onde se pegue) teve em levar as coisas para a frente. E você, jornalista Eugénio Queirós, foi uma das vítimas no Estádio do Restelo. E para não ter feito nada parece que gostou. É isto? Pergunto agora eu se é assim que vamos para a frente???

P.S: O caso que mencionei que você esteve envolvido li-o pela comunicação social, escrito por colegas seus. Secalhar saberá melhor você se devo ter credibilidade no que leio, pois conhece melhor os cantos à casa do que eu. Se estiver enganado peço já as minhas desculpas.

Cumprimentos,
Pedro

Don corlleone disse...

Eugenio faz um favor a malta e envia essa tua (brilhante, digo eu)consideração acerca do livro dessa Sra para o MST, porque ele já tem a cama pronta para o PC, ou pelo menos pensa que sim...

PataCurta disse...

Porque não permites comentários?
Força Dra. Maria José!
Geninho, assim ficas mal na fotografia! Tens medo de quÊ?

Anónimo disse...

Curiosidades de quem lê o Correio da Manhã e A Bola:
O Dr.Bexiga afirmou à saída do Diap,onde foi entregar uma cópia do livro da SrªCarolina,que tinha sido contactado pela dita há uns meses e que aceitou o seu pedido de desculpas!
A SrªLeonor Pinhão,na sua crónica das Quinta-Feira,informou que tinha sido convidada no Verão,pela dita,para escrever o prefácio do "livro"!
Mais espantado fiquei de,até ao momento,não ter lido qualquer análise a estes súbtis acontecimentos prévios...

Arquivo Vivo disse...

Continuas a lamber o botarrame na
esperança de que tudo mude para ficar na mesma.

Segundo li algures foste um dos que
levaram uma trepa das gordas, dos
jagunços do Costa da Flatulência e
parece que gostaste, pois não consta que te tenhas queixado.

Eu se estivesse no teu lugar, ia
uns tempos para Vigo, não vá a
Zézinha lembrar-se de começar a
apertar com gordalhufos cagarolas,
como tu.

Depois, como é que ganhas para
comprar o leitinho à menina?

Anónimo disse...

Este blog é um vómito! mais valia chamar-se pintodacostaomaior.blogspot.com

Anónimo disse...

Eugénio, se afirma que o PC pode continuar a viver descansado é porque deve estar bem por dentro do assunto. Ou sabe de menos ou de mais. Só fala quem sabe.

Anónimo disse...

O senhor Mourinho devia ser mais moderado ao comparar o Porto a Palermo pois foi o Porto, ou melhor, Pinto da Costa que o lançou na alta roda, graças às suas manobras de bastidores.
Quem viu os jogadores do Porto massacrarem o Manchester nas Antas, acaso pode acreditar que aquela força física fosse natural?
E o árbitro russo que, em Manchester, invalidou o 2º golo (LIMPO)dos ingleses, não estava comprado?

E o guarda-redes do Manchester não foi tão amigo ao pôr a bola à frente do Costinha, para o empate vitorioso?
Qualquer guardião principiante teria desviado para canto o livre do Mc Carthy, em vez de oferecer de bandeja ao Costinha.
Estranho, não é?
O senhor Mourinho ganhou a taluda nesse dia. Graças ao Pinto da Costa.