WWW.BOLANAAREA.PT

terça-feira, novembro 28, 2006

Luis Fernando Montoya, 2 anos depois



Está a fazer 2 anos que o FC Porto venceu a Taça Intercontinental, em Yokohama, numa decisão através de pontapés da marca dos 11 metros. O treinador do Once Caldas, equipa que actualmente ocupa os últimos lugares da tabela do campeonato colombiano, era Luis Fernando Montoya. Não me vou esquecer nunca que falei com ele pouco depois de aterrar no Japão, na companhia do meu colega José Moreira. Apesar da pedrada do jet lag, corremos para o hotel onde estava o Once Caldas para verificar que estávamos a chegar bem no fim da conferência de imprensa de Montoya. Conseguimos interceptá-lo e roubar-lhe cinco minutos para uma curta entrevista. Sentimos logo que estávamos a ser vistos como enviados especiais do "inimigo" FC Porto. Acabámos por ficar amigos do seu adjunto, Valencia, antigo jogador, e só algumas semanas mais tarde viria a descobrir quem era afinal o grande n.º 8 do Benfica de que ele também falava - João Pinto, claro. Falei com Montoya mais uma vez. O FC Porto levantou o caneco e regressou em festa ao Porto. O Once foi para casa com a frustração de ter estado a um pénalti de uma grande conquista. Pouco dias depois, Montoya surpreendeu um bando de ladrões em sua casa e foi baleado na coluna, tendo ficado tetraplégico. O que é feito deste homem? As últimas notícias dão conta de uma homenagem no estadio Atanasio Girardot, de Medellin, no passado dia 5. 35 mil espectadores aplaudiram-no enquanto entrava no relvado numa cadeira de rodas, antes do jogo entre o Atletico Nacional e o Independiente Medellín. Foi a sua primeira aparição pública desde o acidente de 20 de Dezembro de 2004. O malogrado treinador voltará aos estádios no próximo dia 20, na despedida do médio Chico Serna, e os organizadores querem que oriente uma das equipas. Montoya consegue respirar algumas horas sem a ajuda do ventilador mecânico graças a um implante no diafragma, implantado em Setembro de 2005, mas continua muito limitado. Está vivo e é o que interessa. E não foi esquecido por quem com ele teve um contacto fugaz mas perene pelo que aconteceu pouco depois.

Sem comentários: