WWW.BOLANAAREA.PT

terça-feira, setembro 19, 2006

Prémios da jornada 3

1. PRÉMIO 'SE O RIDÍCULO MATASSE'. O Sporting a ameaçar, mas só mesmo a ameaçar, protestar o jogo com o Paços devido ao facto de o árbitro ter marcado um pontapé de baliza depois de assinalar uma falta.
2. PRÉMIO 'AGARREM-ME SE NÃO VOU EMBORA'. Luís Filipe Vieira em mais um episódio da novela "Ser presidente do Benfica é mais importante que ser primeiro-ministro e benfiquista".
3. PRÉMIO 'PODEM ENCOMENDAR AS FAIXAS AO JORGE COSTA'. Três tiros, três melros do FC Porto. E sem ser preciso forçar a nota.
4. PRÉMIO 'ESTÁ TUDO INVENTADO NO FUTEBOL, O MELHOR É FICAR QUIETINHO". Para Carlos Carvalhal, que mexeu 5 pedras da equipa que ganhava.
5. PRÉMIO 'TAMBÉM FOI COM UM TELEFONEMA ANÓNIMO QUE COMEÇOU O PROCESSO CASA PIA". Para o presidente do Portimonense. Ou melhor, do que resta da sua presidência e do pouco que sobra do Portimonense.
6. PRÉMIO 'O CULPADO SOU EU E NÃO O TIPO QUE ESTÁ AO MEU LADO'. Para Carlos Brito, um treinador fora do seu 'habitat'.
7. PRÉMIO 'CABALAS & CONLUIOS'. Para a persistência de Fiúza em não pagar os ordenados a quem trabalha e não joga.
8. PRÉMIO 'VOLTA, PIMENTA, ESTÁS 100 VEZES PERDOADO". Para os 13 mil adeptos do Vitória que viram o Penafiel ganhar no "Afonso Henriques".
9. PRÉMIO 'AS CHAMUÇAS NÃO ENGORDAM'. Para Mário Jardel, a propósito das 100 chamuças que entraram no balneário do Beira-Mar na comemoração do 33.º aniversário de Super Mário.
10. PRÉMIO '4 POR CENTO DE RATING'. Para Rui Santos e o seu "Tempo Extra".

8 comentários:

Zirtaev disse...

O Fiúza ainda vai arranjar maneira de o Gil acabar de vez. Acho que já se arrependera mas não querem dar o braço a torcer.

O Carvalhal pensa que tem uma super-equipa e que é o Mourinho. Como ele está enganado.

Um abraço.
http://portistasdebancada.blogspot.com/

K@ffa disse...

NÃO O INCOMODA, ENQUANTO JORNALISTA CLARO, SER TÃO FACCIOSO? OU SERÁ O TAL ARGUMENTO DOS "JORNALISTAS" DESPORTIVOS NÃO MORDEREM A MÃO QUE LHES DÁ DE COMER?

Visigordo disse...

Os 4 por cento de rating deviam ir para o seu blog, se considerarmos um universo de 3 ou 4 blogs que mais se têm oposto a que a justiça avance.
O Rui Santos não é da sua estirpe, não foi e não é, lacaio do patronato jornalistico. Não condiciona a sua opinião como parece o amigo Eugénio condicionar para continuar a escrever. O que hoje é branco, amanhã é branco, ou então.....
O seu blog, pelo que percebo, é uma no cravo e outra na ferradura, coisa à qual já me habituei no jornalismo cá do jardim.

Pesero disse...

Prémio "se o ridículo matasse":
- para eugénio queirós e jornais e jornalistas desportivos.
.
Recomenda-se a ida ao blog do gato fedorento e ler o texto de zé diogo quintela. É perfeito.
.
p.s.: o ponto 5 é ridículo, mas... é pá, quem benefeciou, não foi o leixões???...

RV disse...

Acrescento mais um prémio:
"PRÉMIO VAI TE EMBORA O MAIS DEPRESSA POSSÍVEL": Aos jornais que querem vender o mais depressa possível o Anderson, por que odeiam jogadores maravilha que só prestigiam esta Liga e por que é do FC Porto, claro..

O LEÃO DA ESTRELA disse...

A ideia de pedir a repetição do jogo Sporting-Paços de Ferreira, que é defendida pelos juristas da SAD do Sporting, é mais um episódio destinado a entrar no anedotário bem recheado do grande pântano em que vive o futebol português, à semelhança do célebre luto sportinguista decretado há uns anos pelo ex-presidente Dias da Cunha.
Infelizmente, nos últimos 25 anos, a história do futebol português está resumida a títulos do FC Porto, entremeados com títulos do Benfica enquanto andava por lá Fernando Martins, o grande amigo de Pinto da Costa em Lisboa.
Para o Sporting, que investiu como ninguém em grandes equipas e em grandes treinadores, ficaram três campeonatos e umas taças sobrantes, conquistados em anos de crise e distracção dos controladores. Nos anos 90, o Sporting ganhou uma Taça de Portugal e uma Supertaça porque tinha mesmo uma grande equipa, o mesmo acontecendo quando foi campeão em 2000 e 2002, falhando muito ingloriamente um tri-campeonato porque o Boavista de Valentim Loureiro se meteu na luta, presumivelmente por "determinação" do tal "sistema", vencendo a Liga de 2001. Quem não se lembra do anti-jogo e do jogo violento que levou o Boavista ao título? Quem não se lembra da protecção dos árbitros a esse tipo de jogo?
Apesar do jejum de títulos, é curioso verificar as tentativas do Sporting para abraçar os métodos nortenhos, ao ponto de o "namoro" incluir trocas de jogadores com o FC Porto e transferências de quadros técnicos. É também curioso lembrar o silêncio do Sporting quando a classificação da equipa no campeonato indicava o cumprimento dos objectivos...
O mesmo silêncio, afinal, que se verificou antes do último Nacional-Sporting, e mesmo depois dele. O árbitro Paulo Paraty nunca poderia ser o escolhido e a sua nomeação deveria ter sido recusada ou aceite sob protesto, mais a mais por se tratar de um dos homens do "apito dourado". Mas ele acabou por dar a vitória ao Sporting e o clube assobiou para o ar e para os lados. Também a nomeação de João Ferreira deveria ter sido chumbada antes do jogo com o Paços de Ferreira, nomeadamente por anteriores graves prejuízos que esse árbitro já provocou ao Sporting.
O "sistema" mafioso que domina o futebol português é tão requintado que, em apenas dois jogos, conseguiu arrumar com a legitimidade de quaisquer críticas do Sporting. Numa jornada, o "sistema" deu três pontos na Madeira, ante o silêncio cúmplice do clube. Noutra, logo a seguir, tratou de retirar os mesmos três pontos. Enquanto isso, o FC Porto faz o seu caminho sem arbitragens polémicas, repete excelentes inícios de campeonato em termos de facturação de pontos e, como noutros anos, ganha balanço para mais um título...
Neste quadro, a argumentação que a administradora da SAD Rita Figueira e outros juristas do Sporting estão a reunir deixa de ter sentido, nomeadamente por já ter passado a ideia de que o clube só está contra quando é lesado, calando-se quando é beneficiado. E, deste modo, o Sporting, nesta cruzada, pode ter o apoio dos adeptos e simpatizantes mais ferrenhos, mas não tem seguramente o apoio da opinião pública.

Anónimo disse...

Falta o prémio: "está tudo feito para o Leixões subir para a 1ª Liga": atribuiu-o ao presidente do Leixões e outros corruptos do nosso futebol... merda de futebol Português!

Antonio Estevao disse...

Prémios "Eu tambem lia a GR", "MST tinha mais graça do que o FJV" e "Porque não copiar o que é bem pensado" ao post "Prémios da jornada 3".