WWW.BOLANAAREA.PT

quarta-feira, março 08, 2006

A OPA


O País vivia sob a obsessão da Ota. Já passou. Agora, temos aí a Opa da Sonae sobre a PT. A PT é um dos últimos impérios portugueses - uma grande empresa com o beneplácito público que gera anualmente milhões de euros de lucro e renitente em ceder os 'direitos adquiridos' a quem quer operar no mercado. Embora Belmiro de Azevedo seja o único grande empresário reconhecido pela polícia criminal como exemplo, o país parece escandalizado com a ousadia e o descaramento de Belmiro. Parece que está a dar é cortar sobreiros e "chupar" 8 mil ou 9 mil contos por mês mais umas tantas alcavalas, que ficam sempre muito bem junto aos títulos de viscondes. Obviamente, a "classe operária", agora também chamada "accionistas minoritários", está de acordo com esta estratégia. É certo e sabido que com Belmiro na PT muito pó iria ser tirado das prateleiras...
Reparo também que a EDP teve um lucro superior a 1.000 milhões de euros. É quase pornográfico. O monopolista da luz e do gás está, claramente, a cobrar-nos muito acima do preço justo e ainda se gaba de ter reduzido 2000 postos de trabalho num tempo em que urge recuperar a capacidade empregadora.
É este o país que temos. Vale que temos finalmente um "primeiro" com "eles" bem grandes. Assim Deus o conserve muitos anos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Ó eugénio, tu não falas disto?


Joaquim Oliveira compra "Cofina"

A Cofina disparou 4,87% hoje de manhã, para um máximo histórico de 4,09 euros, devido à compra de títulos por parte de Joaquim Oliveira, patrão da Controlinveste, noticiou a Reuters. A especulação em torno de uma fusão ou aquisição também está a contribuir para fortalecer as acções da empresa detida por Paulo Fernandes.

«É Joaquim Oliveira que está a reforçar no título», disse à Reuters um «dealer» que está a seguir a operação, sem acrescentar pormenores. Não foi possível obter um comentário da Controlinveste, que detém – entre outros activos – o Diário de Notícias e a rádio TSF.

«Sei que Oliveira está comprador da Cofina, mas desconheço as suas intenções», disse uma fonte do sector. O semanário Expresso referiu recentemente que Joaquim Oliveira estaria prestes a comprar 2% na Cofina para participar na assembleia geral de accionistas no dia 31 de Março.

A Cofina apresenta amanhã os resultados de 2005, após o fecho do mercado mas, segundo um analista, não justificam as subidas recentes, «tendo em conta o fraco desempenho do mercado publicitário». A Cofina tem uma participação de 19% na Lusomundo Media que, por sua vez, é controlada em 81% pela Controlinveste.

in Jornal de Negócios

CO/ku aos parasitas/invejosos disse...

Mas como e ja estao aflitos por uma firma apresentar lucros?
Sinceramente deixem de ser parasitas e comprem as accoes seus cabecudos.




Portugal e o norte o resto sao conquistas.