WWW.BOLANAAREA.PT

terça-feira, novembro 07, 2006

Traumatismo ucraniano



Grande alarido a propósito de uma eventual "saída à comandante" de Paulo Costa ontem no dérbi da Ucrânia, que o Dínamo de Kiev venceu por 1-0. Queixas sobretudo do treinador do Shaktior Donesk, o conhecido Mircea Lucescu, que o árbitro português expulsou ao intervalo depois de o primeiro ter entrado em campo com o jogo a decorrer. Com 2 expulsões para cada lado - uma delas devido a uma patada -, a de Lucescu e a de um jogador já no final do jogo, num sururu à brasileira, Paulo Costa acabou por ter uma excelente nota, 8,7, do observador do jogo e foi felicitado pelos jornalistas locais pela coragem que teve sobretudo em dar ordem de expulsão a Lucescu, que é uma espécia de prima dona do futebol ucraniano. Tarimbado com dois dérbis do Irão, Paulo Costa prestigiou a arbitragem portuguesa e não merecia que se destacasse o facto de ter abandonado o campo sob protecção policial. As imagens vão acabar por esclarecer que foi mais aparato que outra coisa e que, no fundo, o árbitro portuense marcou pontos para a nossa arbitragem.

2 comentários:

Anónimo disse...

Bom, num D. Kiev-Shakhtar não conceberia outra coisa senão:
a) ter nota alta com a vitória da equipa da casa
b) ser elogiado pelos jornalistas locais, da capital já agora, onde se concentram os media ucranianos.
c) e ser escoltado como guarda-de-honra pelo serviço e não para protecção com escudos a evitar petardos que daquelas bancadas nunca haveria em caso de vitória local.
Sabendo-se quem é o campeão ucraniano, Shakhtar, e já agora que 80% dos titulares são brasileiros, porque não ouvi-los sobre o árbitro?
As versões podem ser díspares.
Fosse um Benfica-Braga, já nem digo Benfica-Porto, e a unanimidade seria igual.
Tamos entendidos?

Anónimo disse...

Grande Árbitro e Grande Homem.

Só o facto de ter sido um dos três árbitros no activo que não é citado no processo Apito Dourado já diz tudo.

É um homem de carácter!