WWW.BOLANAAREA.PT

quarta-feira, novembro 08, 2006

BRAGALHAL, the end

Era à partida um projecto de risco para o clube e para o treinador. Para o clube porque ganhava um treinador da casa, sabendo-se que neste caso o caseiro nem sempre é a melhor receita. Para o treinador porque a fasquia foi colocada muito alta depois de duas séries magníficas de Manuel Cajuda e Jesualdo Ferreira, cada um no seu estilo, ambos com resultados reconfortantes, colocando o Sp. Braga logo atrás dos 3 grandes mas não necessariamente em pé de igualdade. Única SAD do país com lucros consistentes, a do Braga sonhou e sonha com o título. Mas toda a gente sabe que o projecto tem sustentação externa e quando assim é muitas vezes as coisas complicam-se ao nível interno. A saída de Artur Monteiro, provavelmente o melhor director desportvo do país, foi apenas o prenúncio da crise agora em vigor. Carlos Carvalhal deixa o clube com esta com grandes chances de seguir em frente na Taça UEFA e em águas mornas no campeonato. Não foi uma missão falhada mas também não foi uma missão cumprida (ou comprida).

5 comentários:

Luciano Rodrigues disse...

Tenho pena do Carvalhal em termos pessoais, pois é uma pessoa impecável. Já como treinador, depois de espetar um Porsche no Restelo, espetou agora um Ferrari em Braga. Ainda haverá mais brinquedos caros, ou terá de pegar num "carro do povo"?

Anónimo disse...

No dia que deixou o Restelo, o treinador Carlos Carvalhal assinou a sentença. Deixou o clube "mito" de Portugal e a mouraria, sobretudo a imprensa, não perdoa.

Anónimo disse...

12 horas e 30 minutos.... por problemas de ordem pessoal.......15horas e 30 minutos..... assina pelo Beira-Mar. Granda palhaço! Deixa de enganar e dedica-te a vender os teus equipamentos.....

Nunovsky disse...

Nunca fui à bola com o Carvalhal. Acho que é mais vaidoso do que competente. Jamais poderia ser Carvalhal a dar o desejado título de campeão ao Braga...
Apesar de tudo, e com o melhor plantel de sempre, o trabalho de CC não foi totalmente negativo: a equipa conseguiu chegar à fase de grupos da UEFA, eliminando um adversário dificílimo, e mesmo estando no 8º lugar da Liga, não está longe da frente.

Anónimo disse...

É treinador recomendado pelo Jorge Mendes, está tudo dito!

Não precisa de saber da poda. Basta-lhe ser contrapeso no negócio do empresário de jogadores com os presidentes.