WWW.BOLANAAREA.PT

sábado, julho 08, 2006

Madaíl, 1 Scolari, 0

Neste romance Scolari, estou do lado de...Gilberto Madaíl. A Federação Portuguesa de Futebol ainda não é a Santa Casa da Misericórdia para poder oferecer um bilhete premiado do euromilhões a Scolari, o tal que há poucos meses andou a negociar com os ingleses. Os serviços prestados pelo treinador brasileiro não podem ser contestados mas há vida para além de Scolari, ou melhor, há mais treinadores, e alguns portugueses, com capacidade para "pegar" na selecção. O presidente da FPF não tem que ceder às pressões de um treinador e esse papel Madaíl está a cumprir muito bem. O homem que, enquanto deputado, quebrou a disciplina partidária para votar a favor do "totonegócio" conseguiu pôr ordem na Federação, tornando-a uma estrutura profissional e apostando forte em Scolari. Quanto mais não seja, tem um jogo de cintura prodigioso e nestes anos todos ganhou uma couraça que lhe permite sobreviver num meio lodoso. Se me dessem a escolher entre Scolari e Madaíl, eu preferia o Gilberto. Para além de sair muito mais barato aos cofres da FPF, é de Aveiro e sabe o que a casa gasta. E se o problema é realmente dinheiro, esta então é uma bela oportunidade para Scolari consolidar a sua conta bancária à frente de uma equipa ou de uma selecção do primeiro mundo.

23 comentários:

Anónimo disse...

Madail??? Um tiro nos cornos!!! É mais um dos rostos do sitema, a juntar ao tintinho da bosta e à majorette...

Anónimo disse...

As vdd´s são pra serem ditas por isso belo comentário Eugénio.

Isento disse...

Ainda estás contente com o Scolari ó jornalista de merda? Fomos humilhados por uma das selecções mais medíocres deste campeonato porque o fdp do brasuca não abdicou de pôr a nulidade do Pauleta na frente entre outras aberrações tácticas. PQP! Ele que volte para a merda do país dele e de preferência que te leve atrás

Anónimo disse...

Esta na hora de mudar os rostas da federação e da liga!
Vem ai as eleições para a liga e urge apoiar um candidato consensual e externo aos clubes. Com experiencia e com influencia. Determinado e inteligente. Refiro-me a : Herminio Loureiro

Anónimo disse...

"Um filme já visto. É assim que pode resumir-se o processo de renovação de contrato de Luiz Felipe Scolari com a FPF. O argumento faz lembrar, porque copiado a papel químico, o que se passou antes e durante o Euro’2000 com Humberto Coelho. E na altura, como se sabe, Humberto também saiu, para surpresa de muitos.

Quando conseguiu o apuramento para a prova da Holanda e Bélgica, Humberto Coelho quis saber de Madaíl se este contava com ele para depois desse Europeu e também ouviu do presidente da FPF a clássica resposta: “Vamos esperar pelos resultados”. Antes da partida para a Holanda, Madaíl e Humberto terão acordado que resolveriam o assunto após a fase de grupos. Uma fase, recorde-se, muito complicada, já que os adversários de Portugal eram nada menos que Alemanha, Inglaterra e Roménia. Quando venceu o grupo, Humberto Coelho quis saber se Madaíl continuava interessado nos seus serviços. Teve por resposta mais um adiamento e nenhuma proposta concreta de renovação. O treinador português esperou três dias, em vão, e fez saber que aguardaria uma palavra até duas horas antes do começo do Portugal-França.

Logo após o final do jogo, quando quis falar com Humberto Coelho, Madaíl foi “surpreendido”, para usar a sua expressão, com o não do treinador. O presidente da FPF não conseguiu perceber que o seleccionador não podia ficar eternamente à espera de uma proposta que nunca mais chegava. A hesitação de Madaíl foi interpretada por Humberto Coelho como falta de confiança em si e no seu trabalho e por isso fez o que tinha a fazer: saiu."

afinal, quem mente?tu, ou teu jornal?

Anónimo disse...

OBRIGADO RICARDO!
HOJE VOLTASTE À NORMALIDADE

Enfim, SCOLARI BAZA FDP

Anónimo disse...

O Ricardo com akelas bolas faceis ker sp fazer defesa pra fotografia e depois lixa-se.

SCOLARI RUA!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Isto dá vontade de rir. Não me vão dizer que estavam à espera deste resultado, derrota, para voltarmos a por tudo em causa.
O Madaíl só por ser de Aveiro, do PSD, do sistema e amigo de Hermínio Loureiro já é grande e tem muita massa cinzenta? Não fossem os resultados da selecção e onde é que ele já estaria. Ou o Mundial da Coreia não é da responsabilidade dele?

Trinco disse...

Sou uma das pessoas que não concorda com as opções do Scolari, mas gosto muito menos do Madaíl. Acho que é uma daquelas pessoas que se aproveita dos outros para ir subindo na vida e não está à altura dos lugares que ocupa.
Mais do que sair ou continuar o Scolari, acho que deveria sair o Madaíl porque não é a melhor opção para a presidência da federação. Há mais e melhor.

Anónimo disse...

O que fizeram ao Humberto Coelho foi uma pulhice

O NOJO fez uma campanha vergonhosa, pela pena do actual director Espinha-dobrada Santos, que diariamente o acusava de mau seleccionador enquanto Hemberto ganhava jogo após jogo.

A estratégia d'O NOJO era simples: preparar a entrada do Oliveirinha.

bracara augusta disse...

ESTE XICORALI É MESMO UMA BOSTA

RUA COM ESSE FILHO DA PUTA

De gema disse...

scolari é o principal responsável da humilhação contra os alemães.

tacticamente é um zero à esquerda. Não sabe nem nunca soube fazer uma substituição de jeito. Fica simplesmente à espera que os que estão em campo resolvam uma situação que claramente se vê que é necessário um refrescamento de ideias, sangue novo, pulmão e tácticas. Mas ele não. Ele simplesmente fica impávido e sereno à espera do nada, a dizer avés marias no banco.

NÃO HA MILAGRES!!!! andar a dizer 50 vezes "ave maria" não vai resolver!

Esta coisa da supersição e da pura sorte como tentativa de resolver jogos e desbloquear situações é inacreditável e ridícula!

Para o historial? Boa morte, Viana, Tiago, Nuno Gomes nunca tiveram uma oportunidade. foram lá só picar o ponto. Mereciam ter jogado mais mas a irracionalidade do brasileiro não lhes permitiu jogarem.

A falta de coragem desta selecção contra os franceses foi aberrante. nem sequer mereceram mais, na verdade. nem sequer fizeram por isso.

Viu-se que o que motivava esta selecção era a fé e o coração. contra a frança perdemos(e bem) e depois jogamos sem essa fé e coração contra a alemanha. Resultado: levamos a derrota mais expressiva de todos os jogos que disputamos. Coincidência? NÃO. O que nos faltava em inspiração, fomos buscá-lo à raça e à crença durante o mundial inteiro. e quando a motivação nos faltou e tivemos que nos orientar pelo jogo pelo jogo, viu-se!!! levamos 3 na pá da alemanha.

este xico esperto do scolari na tentativa de blindagem do seu grupo (que é o seu segredo de todas as equipas/selecções que orienta), desrespeitou tudo e todos. Personalidades, clubes, gentes. Insultou jornalistas e perssonalidades da sociedade portuguesa. Nunca assumiu os seus erros e a sua política foi feita pelo conflito permanente com o Porto e os média. E quem se "atrevesse" a fazer-lhe uma crítica, era logo insultado e enxovalhado de cima a baixo.

NÃO QUERO UM GAJO DESTES A ORIENTAR A MINHA SELECÇÃO. QUERO RESPEITO. QUERO QUE OS MELHORES JOGUEM. NÃO QUERO INJUSTIÇAS.

Se a táctica do brasileiro é blindagem do grupo e criar uma orquestração de conflito com todos, dando uma ideia que é o grupo dele contra todos, passando uma ideia aos jogadores que o grupo é restrito e dando-lhes a confiança necessária, ACHO MELHOR QUE O FAÇA DE OUTRA FORMA, DE FORMA EM QUE NÃO INSULTE PERMANENTEMENTE OS JORNALISTAS, OS CRÍTICOS E ESCOLHA UM CLUBE (o Porto) EM QUE ESTEJA EM PERMANENTE CONFLITO (para gáudio da massa vermelha) ESTRATEGICAMENTE CRIADO POR ELE (ou pensam que as coisas são à sorte? ou pensam que ele simplesmente não sabia que ao atacar uns, tinha o apoio de todo o resto do universo vermelho ao sul do país?)

RUA COM SCOLARI. NÃO PRECISAMOS DELE PARA NADA.

Venha um PORTUGUÊS! Ou mesmo um estrangeiro, mas JUSTO E LEAL e EDUCADO.

Viva Portugal

Anónimo disse...

já estão a cuspir no prato em que
comeram?

badocha espinha-mole e lambe-cús,
não és tu nem os grunhos da tua rua
que vão ditar quem vai para a fed.
para a liga ou selecionador.
corriamos o risco de ter o calisto
e outras menoridades

joaquim agostinho disse...

Eugénio, sabe que todos os dias em que jogou Portugal no mundial a gasolina e o gásoleo aumentaram um cêntimo? 7 jogos = 7 cêntimos

Gilberto Mandamil disse...

Que treinador português podia "pegar" na selecção? Mourinho e outras hipóteses impossíveis aparte, seria mesmo dar largos passos atrás. Manuel "EU É QUE SOU O SPECIAL ONE PORQUE OS CAMPEONATOS AFRICANOS SÃO SUPERIORES Á PREMIER LEAGUE" José?! Zé Romão? Agostinho Oliveira? Temos de encarar isto: o único treinador português de topo, ao nível da nossa selecção, é aquele que fará Portugal campeão do mundo daqui a 12 anos e que enquanto espera por mais uns campeonatos e ligas dos campeões no currículo passa umas belas férias no Algarve.

Malta da Tropa que curte Bola

Leão Verde disse...

ó sr de gema, o que o sr critica no Scolari é exactamente o mesmo que o seu clube tem feito nos últimos 30 anos: desrespeito por tudo e todos, blindagem do grupo, se necessário com insultos e black-outs idiotas, nunca assumir erros, antes mandar bocas aos adversários. E, last but not the least, fazendo como o sr: estando caladinhos quando estão na mó de baixo (quando a selecção ganhava não o vi por aí a arrotar postas de pescada) e atirando doutas sentenças arrogantes quando estão na mó de cima (como o sr agora: a selecção perdeu e o sr. vem para aqui falar de cátedra; olhe, amanhã já tem o chefe a dar-lhe ordens e por isso vá preparando para amochar).
Cumprimentos

eugenio disse...

bem

Anónimo disse...

ULTIMA:
O eugenio vai ser o director de campanha do Herminio Loureiro, candidato à LIGA.

Anónimo disse...

eu tenho VERGONHA de ter um FILHO DA PUTA como seleccionador do meu país.

fim de linha.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
eugenio disse...

bem

Anónimo disse...

A certa altura do teu post dizias Eugénio: Se me dessem a escolher entre Scolari e Madaíl. Digo-te uma coisa: isso é a mesma coisa que te dessem a escolher entre a merda e o cagalhão.